Notícias

Balanço dos três primeiros meses da nova gestão reúne ações nas cinco áreas do IRB

A nova gestão do Instituto Rui Barbosa, que tomou posse em março desse ano, demonstrou aos demais presidentes dos Tribunais de Contas no último dia 11 de junho, em reunião de diretoria, as ações em andamento nos três primeiros meses da nova gestão, sob a presidência de Ivan Lelis Bonilha. No total, foram contabilizadas 24 ações em cinco áreas temáticas, como Relações Institucionais, Aprimoramento dos Métodos de Controle Externo, Desenvolvimento e Políticas Públicas, Ensino, Pesquisa e Extensão e Desenvolvimento Institucional, além de iniciativas da própria presidência. Uma delas refere-se à assinatura de um ato de cooperação com a Atricon e TCE/SC para contribuir com o Congresso Nacional dos Tribunais de Contas, que será realizado em outubro em Florianópolis. “O ato foi assinado por ocasião do Congresso de Direito Constitucional, realizado pelo TCE/RO , em Porto Velho, em maio, durante a reunião do Colégio de Presidentes e da Atricon da qual participei”, afirma.

Na área de Relações Institucionais, o presidente Bonilha relatou entre as realizações em andamento, a realização de diversos encontros, como o IV Seminário Ibero-Americano de Direito e Controle, na Universidade de Lisboa e o Colóquio luso-brasileiro sobre Contas Públicas, na Universidade Europeia Quinta do Bom Nome – Lisboa. Institucionalmente, deve ocorrer até julho o fechamento de convênio com a UFPR (Economia, Educação, Direito e Medicina) para apoiar ações do IRB, bem como realização de reuniões com a Fundação João Pinheiro para apoio técnico à Rede INDICON e projeto de governança multinível e Programas Públicos Descentralizados junto à OCDE. “Outra iniciativa foi a busca de parcerias junto a empresas como Itaipu, Cemig e Sebrae Nacional”, relata Bonilha.

Na área de Aprimoramento dos Métodos de Controle Externo, foi realizado convênio com a OCDE, que prevê realização de eventos de capacitação dos membros em Paris e de servidores e membros no TCU e TCEPR. “Vamos marcar presença no encontro técnico da Ouvidoria em Brasília, no dia 2 de julho, e no Encontro Nacional da Rede JURISTC”, relata o presidente Bonilha.

Já na área de Desenvolvimento e Políticas Públicas, o presidente do IRB descreve as ações em desenvolvimento, como a realização da reunião técnica da Rede INDICON nos dias 7 e 8 de maio em Brasília, criação do padrão nacional mínimo de validação do IEGM (Matriz de Planejamento de auditoria baseada em questões do IEGM), aprimoramento periódico da metodologia do indicador (em parceria com a Fundação João Pinheiro e a UFPR) e a promoção de um curso de construção de Indicadores durante o XXI Encontro de Economia da Região Sul, que será realizado nos dias 4, 5 e 6 de julho deste ano e conta com apoio institucional do IRB. “Este é o segundo encontro mais importante do Brasil na área de economia”, afirma Bonilha.

Outra área que já teve bons resultados em apenas três meses da nova gestão foi o de Ensino, Pesquisa e Extensão, com realização do Encontro Técnico das Escolas de Gestão dos Tribunais de Contas no dia 4 de maio, no TCE-PI,  o Fórum Nacional de Auditoria, o projeto de aprimoramento do Portal do IRB e contratação da empresa organizadora do IV Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas.

Na área de Desenvolvimento Institucional, foi feito um levantamento do funcionamento das Comissões e Comitês do IRB e, após três meses de dedicação com equipe própria, elaborado o planejamento estratégico do IRB para o período 2018-2022. “No planejamento, criamos uma ferramenta de acompanhamento com base no método KDCA, que será muito importante para que o planejamento seja um documento vivo, amplamente utilizado, que só faz sentido se for flexível e puder acolher todas as contribuições dos membros”, avalia o presidente do IRB.

No planejamento estratégico, os fóruns nacionais de auditoria terão encontros regionais para troca de experiências e debate sobre temas relacionados à auditoria. “Também vamos realizar a quarta edição do já consagrado Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, evento anual que já consta do nosso calendário e traz como diferencial um grande intercâmbio de gestores e servidores públicos que integram os Tribunais de Contas, especialistas em governança e políticas públicas, além de pesquisadores e estudantes”, afirma. Por toda essa série de realizações em um breve período, o objetivo da nova gestão é dar continuidade às conquistas já obtidas e trabalhar com afinco para consolidar o IRB como referência em capacitação técnica dos nossos membros espalhados pelo país.

A CR-IRB (Central de Relacionamento do Instituto Rui Barbosa),

Acessar agora

é uma importante ferramenta de tecnologia desenvolvida com o objetivo de melhorar a qualidade do atendimento aos associados, parceiros e cidadãos, possibilitando a demanda de serviços via internet com a geração de uma solicitação online.